terça-feira, 1 de abril de 2008

Porque hoje é o dia das mentiras (1 de Abril) tenho três, para partilhar. 1ª mentira

Porque hoje é o dia das mentiras (1 de Abril) tenho três, para partilhar. 1ª mentira
A Junta de Freguesia de Cadima vai fazer um núcleo educativo no Zambujal, onde existem infra-estruturas (ACRZ) e baldios mais de 70.000 m2 (mais de sete hectares) dos quais é entidade administrante conforme (artigo 34º número 4 alínea m do
Decreto-Lei n.º 169/99 de 18 de Setembro) a lei não é mentira. A Junta de freguesia não vai comprar (por cem mil contos?) ou "expropriar" um terreno a particulares havendo terrenos públicos em abundância no Zambujal para o efeito. Até porque a distância de Cadima ao Zambujal é igual à distancia do Zambujal a Cadima.





Respeitemos os nossos. (isto não é mentira).





Não é mentira que o Senhor José Liberado, CIDADÃO do Zambujal doou um terreno para que nele fosse construída uma escola para a população do Zambujal e Fornos tivessem próximo das suas casas uma escola, os tempos eram difíceis, mas a escola foi construída, hoje já pensam em fechá-la!....

O Senhor José Liberado aqui retratado, não é mentira, ele doou o terreno onde hoje se encontra a Escola Primária de Zambujal e Fornos (uma das melhores da Freguesia, com ATL, Refeitório e campo de jogos)com mais de vinte alunos e que (pedagogos?!!!!) pensam fechar.

Tiro o meu chapéu a quem doou terra para ser lavrada pela cultura e educação, na qual fruticou a ESCOLA DO ZAMBUJAL QUE ALGUNS (tolos) PENSAM FECHAR.

O provérbio: - "A mentira só é vício quando faz mal; se faz bem, é uma grande virtude."

3 comentários:

Rato disse...

ferroada, é assim mesmo! se esta for mentira, vai já outra!!!

Henrique Monteiro disse...

E para que não restem dúvidas aqui vai um esclarecimento: Este benemérito, José Liberado, conhecido na terra por "Zé Velho" era irmão de Maria da Conceição de Jesus (Ti Seiça) e de Cândida de Jesus, sendo a primeira, mãe de Maria do Céu de Jesus Fatia e a segunda, mãe de Iracino Bolito. Estes últimos ainda estão vivos e frescos no Zambujal e podem prestar mais esclarecimentos se necessário.

Carlos Rebola disse...

Caro Henrique
Os meus agradecimentos pelos teus e pertinentes esclarecimentos.
O nosso futuro é construído, sobre a memória e trabalho do passado, feito por pessoas, homens e mulheres bons, a quem devemos o nosso respeito e que recordamos com saudade.
Um abraço
Rebola