quinta-feira, 17 de abril de 2008

18 Abril "Dia Internacional dos Monumentos e Sítios"









Ver



(Transcrição)


PARECER


Os afloramentos jurássicos de S. Gião (Cantanhede) constituem, há muito, local de referência em estudos de estratigrafia portuguesa. Destaca-se a relevância do registo fóssil e o seu significado estratigráfico, particularmente no estabelecimento do limite entre o Jurássico Inferior e Médio, que foi e é objecto de referência junto da comunidade científica nacional e estrangeira. A atestá-lo, junta-se uma síntese das publicações científicas relativas às séries calcárias aflorantes entre o marco geodésico de S. Gião e a estrada Vila Nova - Zambujal.
O mesmo local tem servido, todos os anos, como área de trabalho prático das disciplinas de Estratigrafia e de Paleontologia da Licenciatura em Geologia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, o que igualmente atesta o seu potencial didáctico.
Assim, e dada a vulnerabilidade do afloramento, que sucessivamente tem vindo a ser objecto de destruição, é nosso parecer solicitar à Câmara Municipal de Cantanhede a proposta de classificação do local como Imóvel de Interesse Municipal, disponibilizando, desde já, a nossa colaboração para efeitos da respectiva fundamentação científica.



Coimbra, 10 de Fevereiro de 2006
(assinatura)
Prof. Doutora Maria Helena Paiva Henriques
Departamento de Ciências da Terra
Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

Ver




PDM Cantanhede Anexo II e Anexo III



É preciso agir localmente para a promoção da sustentabilidade, recomenda a Agenda 21 em mandato acordado pelas Nações Unidas.





A notícia: - "Diocese de Coimbra associa-se às comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios"



O provérbio: - "A perseverança é o grande agente do êxito."

7 comentários:

xistosa disse...

Amigo Carlos Rebola

Cantanhede, foi ou é um local mágico.
Quando era menos maluco, corri aí, nuns motores que tinham 4 rodas, seguras por uns arames e o tejadilho era o meu capacete, (kart).

Mas os maiores prémios recebi-os no "Marquês de Marialva", (e eu que pensei que era republicano!).

Aí, naquele tempo, a pista era uma autoestrada de manjares dos deuses, quer dizer, dos marqueses.
Voltei lá durante uns anos ...
Depois, não sei o que sucede, corta-se a fita, inaugura-se algo e esquecemos o passado.

Agora, ido do Porto, saio para a Mealhada, mas viro à direita, para Cantanhede. Como vou cansado, fico um pouco mais à frente do lado esquerdo ...
Têm lá um "estafado" de miúdos e um reco, que assa e pinga para o tacho do guisado.
OH! Meu Deus!
Tudo com um molho caseiro, que nos torna mais leves.
Ás 10 da noite, andar no alto duma laranjeira a apanhar laranjas para o bicho da 3ª dose.

São destes afloramentos jurássicos que me recordo.
(Que me perdoem os doutos "saberes", não sabores, mas não é nenhuma crítica ou menosprezo pelo trabalho que efectuaram e explanam.)

Carlos Rebola disse...

Amigo Xistosa
Cantanhede é e será um local mágico.
Esse leitão assado no forno a lenha espetado no "pau de loureiro" continua a ser o que era, muitos (leitões) já vêm de Espanha (porquê?) mas nós damos-lhes as voltas para que tomem os sabores da Bairrada, a laranja e o "Montarro" ou espumante "Marquês de Marialva" da Adega Cooperativa de Cantanhede, complementam estes "sabores de Terra e Mar".
Amigo Xistosa o "Ferroada" luta para que Cantanhede continue a ser uma Terra Mágica.
Um abraço
Carlos Rebola

deprofundis disse...

Olá caro amigo

Obrigado pelo comentário no "Quanto mais Quente Melhor"

Gostei do seu blogue e já o coloquei nos favoritos.

Um abraço e que "nunca por calados nos conheçam"

NAELA disse...

Olá Carlos,
Obrigada pela vista ao meu cantinho e pelo comentario deixado!

Tem um blog muito interessante e concerteza virei mais vezes:)
Um beijo doce

inespimentel disse...

Esta isenção em que nos movemos, descontraidamente, devia terminar. Todos temos o dever de estar atentos e agir localmente sempre que for útil, ou necessário. Eu não abdico da minha "ferroada" na educação para a cidadania junto dos miudos pra que trabalho.
PS este desaparecimento desta menina de 13 anos, a Joana está a perder a credibilidade... já recebi a mensagem de diferentes proveniências... será que era vizinha de meio mundo???

fotógrafa disse...

Com chuva ou sem…(Pelo menos aqui pelo norte vai ser com), espero que tenham um fds divertido…inventem!
Abraço

Carla disse...

o teu espaço permite uma aprendizagem constante
bom fim de semana