quarta-feira, 23 de abril de 2008

O 25 de Abril visto da janela da minha vida


25 de Abril


Olho para a Rua (país) através da “janela” grande e vejo pessoas que até reconheço, auto denominarem-se socialistas e ou cristãos, por elas, sinto vergonha, porque nelas (nessas pessoas) confiei e de certo modo, ao seu lado, me comprometi…
Para realizar a “utopia” existem os meios (hoje ditos tecnológicos) e essencialmente humanos, penso que só é necessário, ouvir a grande maioria que, clama, o cumprimento do sonho, que todos sabem ser possível de realizar, mas que por qualquer motivo, que desconhecemos, alguns "poderosos" teimam em matar…
A utopia (espírito) do 25 de Abril de 1974 é possível… assim queira, quem pode decidir… Será que o “Portugal amordaçado” deixou, mesmo, de existir? Senão, quem o continua a amordaçar?...


O meu amigo Manuel Rebelo veio oferecer-me cebolo para plantar, partilhei com ele um café e um bagaço caseiro ( por favor?... "será preciso?.. Desculpem, mas, não me denunciem à ASAE, por causa do bagaço... o café? nem pensar, legalíssimo e selado, o bagaço foi fabricado num alambique famíliar, pelo meu Sogro, Manuel Ferreira, profissão agricultor e cavador de vinhas e também alimentador dos que nunca foram agricultores nem cabadores de vinhas, já morreu, posso todavia dar o endereço da campa... é so pedir, colaboro com a justiça, nunca se sabe, é preciso encontrar os criminosos... Bem hajam...)
Ainda existem pessoas "sofridas" ("privilegiados, como são conotados, muitas vezes, por viverem no campo" serão muitos no Portugal de hoje? Os que governam e as estatísticas dizem que estão a aumentar…) e que ficam espantadas quando ouvem falar do 25 de Abril e da democracia, atónitas perguntam o que é isso? É bom p´ra gente?!!! Áh. Nunca soube disso!!! Nunca me disseram nada…
Diz, porque sabe o que diz, o meu amigo Manuel Rebelo, que me veio oferecer cebolo para plantar, com uma mensagem "cada um dá o que tem". Pois é... precisamos todos de aprender na "escola que ainda não fecharam..."

"Alguns têm na vida um grande sonho e faltam a esse sonho. Outros não têm na vida nenhum sonho, e faltam a esse também." Fernando Pessoa in "Livro do Desassossego"

O provérbio: - "O passado dá saudades, o presente, dissabores e o futuro, receios."




25 comentários:

inespimentel disse...

O 25 de Abril foi uma experiência fantástica para que a viveu e deixou marcar indeléveis, quem acreditou nunca mais foi mesma, quem representou já entretanto mudou de papel, quem usou está no poleiro e é uma marionete do poder, dos que realmente detém o poder, dos que nem sabem que o 25 de Abril existiu. Eu tenho-o dentro de mim, sou filha dele e ele foi meu professor!!!

Sifrónio disse...

"Agora que já floriu
a esperança na nossa terra
as portas que Abril abriu
nunca mais ninguém as cerra."

Ary dos Santos

E a esperança continua viva.
Um abraço.

Rato disse...

Floresta de enganos.

Carlos Rebola disse...

Olá Rato
Julgo que é lícito pedir-te, que me mostres a tua floresta de certezas... simplesmente mostrei o que sinto e vejo da minha janela da vida...
Um abraço
Carlos Rebola

Rato disse...

carlos rebola, infelizmente não tenho uma 'floresta de certezas' antes tivesse! Esta 'floresta dos enganos' é todo o processo, de então até agora. :)

Carlos Rebola disse...

Assim, estou de acordo contigo...
E que os ideais de ABRIL se cumpram... ainda estão em débito...
Quem assume, 0 TESTEMUNHO foi passado... alguém tem a chama (ogora dizem a batata quente) na mão... assumam que é para isso que pedem os os votos e muita gente na rua... n´é?...

Um abraço
Rebola

Margarete da Silva disse...

Boas recordações passam muito além do papel, passam nas lágrimas, nas rugas, no suor frio, em tudo!
O 25 de Abril é mais de hoje do que de ontem a cada dia que passa.

Amei =)

Beijo em ti Carlos*

José Vieira disse...

É preciso um 25 de Abril todos os dias... para que não nos enganem! Acredito neste dia, luto pelo que representa, quero que a minha filha sinta a responsabilidade dessa liberdade. O 25 de abril é na janela da minha vida RESPONSABILIDADE TODOS OS DIAS.

fotógrafa disse...

Hummm…fim de semana prolongado… sortudos que somos…rsrsrs
Divirtam-se e gozem uns ricos dias, com sol e calor…por mim, vou de certeza fazer tudo isso…e não só…rsrsrs
abraço

Anónimo disse...

Amigo Carlos, amigos todos:
Cá por mim, acho que o 25 de Abril foi há 34 anos. E sim, foi linda a festa, pá! Mas onde isso já vai! A Revolução foi-se com os anos e estamos agora no ponto mesmo em que o Marcelo Caetano, em 1970, quis em reformas pôr o país e não o conseguiu pois o peso herdado da Ditadura era demais. Novidade surgiria depois com a, assim chamada, União Europeia. Talvez o Marcelo dissesse que não à União, talvez dissesse que sim, não sei. Qualquer das hipóteses teria custos, sem dúvida. Portanto, em resumo, viva o marcelismo em que estamos postos! E com o 25 de Abril a andar para trás, pensemos então, cultivando a utopia, que precisamos, não de um 25, mas sim de um verdadeiro 50 de Abril! Porque o de 1974 ficou-se pelo meio... e retrogradou. Contra o povo que vai dar cebolo ao vizinho, contra os desempregados, contra os empregados precários, contra as liberdades e o sonho de Abril!
Amigos, desculpem-me o desabafo... amanhã faço anos e já não tenho, já não oiço a linda festa, pá!
Abraços gerais,
Ars

Carlos Rebola disse...

Um Grande abraço amigo Arsénio

E que o dia do seu aniversário seja aquele que deseja...
A utopia é possível...
Não posso dizer mais, o amigo já o disse... partilhemos cebolo, mais tarde cebola… o amigo, Rebelo, garantiu-me que é doce, daquela que não faz chorar... acreditemos na utopia, no sonho, não faz chorar!!!…

Obrigado amigo
Abraço
Carlos Rebola

Carlos Rebola disse...

Obrigado Fotógrafa
Farei por ser feliz...
Beijos
Carlos Rebola

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá amigo Carlos, adorei o teu texto... Puro e simples... Parabéns!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

xistosa disse...

Já passou ...
O 25 de Abril diluiu-se no tempo.
Os mais novos nem sabem o que foi e para que foi ...
Parece-me que a vida se repete ... antes eram ditadores com polícia.
Agora são ditadores mas a polícia ... talvez tenha sido substituída por meios mais sofisticados, escutas, câmaras de vigilância ... contolos á distãncia.
Já faltará pouco para à nascença implantarem um "chip" ...
O novo tratado (de Lisboa?), encarreira-nos como carneiros.
Esperemos ...

Carlos Rebola disse...

Fernanda

Obrigado
Beijos
Carlos Rebola

Carlos Rebola disse...

Amigo Xistosa

Só posso dizer-lhe, que tem razão, na minha opinião…

Há datas da nossa História que devemos conhecer, por exemplo, 1143, 1498, 1500, 1640,1910, etc...

Ainda hoje o PR referiu o que o amigo diz alguns jovens nem sabem o que foi e muito menos o que significa historicamente o 25 de Abril de 1974.

A história repete-se em espiral, poderia ser superior (melhor) em cada patamar mas nem sempre é assim, para aqueles que sofrem as consequências das decisões que outros tomaram por eles, "tratado de Lisboa" e provavelmente o tal chip, “1984 de George Orwell" parece confirmar-se a cada dia que passa, o “big Brother” está aí…

Um abraço
Carlos Rebola

Templo do Giraldo disse...

Ola boa tarde meu carissimo amigo, passei por aqui para te desejar um resto de dia da revolução bem passado.

Hoje comemora-se os 34 anos de liberdade. É com orgulho que vivo este dia, embora eu não tenha vivido esse dia mas tenho familiares meus que estiveram na revolução.

Não podemos deixar cair no esquecimento este dia que tanto trouxe ao nosso País.
Abril é hoje e sempre, vamos continuar a lutar pelos nossos direitos, e pela nossa liberdade.

"O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO"

Um abraço saudoso e um bom fim de semana.

Carla disse...

uma janela para a qual vale a pena espreitar
bom fim de semana
beijos em liberdade

Carlos Rebola disse...

Templo do Giraldo

Aqui respira-se planície...
Que os ideais de Abril sejam durante muito tempo a nossa bússola, se melhores ideais vierem só temos que mudar...
Porque como cantava e dizia o povo "p´ra pior já basta assim".

Porque os ideais do 25 de Abril são bons e justos, lutemos por eles... para que nós "POVO" nunca sejamos vencidos...

Um abraço Alentejo
Carlos Rebola

Carlos Rebola disse...

Olá Carla
Obrigado pela visita.

Que a liberdade seja a tua ambição e que a consigas, que teu voo na vida seja, como o da gaivota e teu grito como o da papoila, do “Somos livres” de Ermelinda Duarte…

Que a melodia da vida livre te leve a janelas e varandas de amplos e livres espaços, de Abril.

Beijos
Carlos Rebola

Juℓi Ribeiro disse...

Carlos:

Obrigada pela gentil visita!
Adorei o seu comentário.

Tentei olhar com você
para a Rua (país) através da “janela” grande
e pude sentir um pouco
do sentimento e de sua
grande ternura pela sua terra.
Parabéns a Portugal por ter
um filho que o ama tanto
como você...
Um abraço carinhoso e feliz.

Rosi Gouvea disse...

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

*Fernando Pessoa*

Vale sempre a pena andar aqui por perto!

Doces Beijos

O Profeta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Profeta disse...

Fabuloso pos caro amigo...em liberdade...


Porque sonhas com o outro lado
Enches o vazio da eterna espera
Amas quem não podes ter
Pintas de realidade a quimera


A liberdade do pensamento vive entre dois mundos…


Convido-te a conhece-la…


Bom fim de semana


Mágico beijo

Carlos Rebola disse...

Obrigado Profeta
Que a magia se realize para além do povo de Altamira...
Um abraço
Carlos Rebola