sábado, 23 de agosto de 2008

Largo do Zambujal necessita da atenção da autarquia

O largo da aldeia do Zambujal é uma zona de lazer e de encontro, para crianças e adultos.
Todos os anos pelo Natal, como tradição é ali que se faz a grande fogueira do Natal. Para tal retiram-se para as não danificar algumas placas do piso que depois são repostas, só que este ano as placas foram levadas pela Junta de Freguesia de Cadima e no espaço que estas ocupavam, foi colocada brita que ainda lá permanece, ora esta operação além de incompreensível, torna impossível a livre circulação no recinto, evitando e tornando perigosa a prática de patinagem pelas crianças, uma vez que a brita colocada naquela "caixa" se espalha pelo restante piso.
A Junta de Freguesia, deveria colocar no sítio onde se faz a fogueira de Natal, um piso de tijolo refractário vulgarmente designado "tijolo burro", resolvendo assim, uma vez por todas a questão.
O parque infantil, também está a precisar de manutenção, como previsto na lei. A areia do mesmo, está suja de excrementos de animais e com muitas pulgas dos mesmos, sendo um risco para a saúde das crianças que frequentam o parque. Há mais de três anos, o Presidente da Junta prometeu substituir a areia por um piso sintético adequado. A promessa deveria ser cumprida para bem da população infantil.





Nota: - Hoje 25 de Agosto à tarde um funcionário da Câmara fez uma vistoria ao estado do parque infantil e tiro medidas, conversei com ele e ele disse-me que iam cimentar e aplicar um piso de borracha no mesmo e reparar a protecção, é um bom sinal.

O Provérbio: - "Quem promete, faz uma dívida"

Posted by Picasa

10 comentários:

lapa disse...

Mais uma boa ferroada construtiva!

As crianças merecem e o presidente da junta deve.

Anónimo disse...

Com as devidas e respeitáveis diferenças, isto é Portugal no seu melhor. Em Pinhel, nós por cá é um pouco a mesma coisa. Isto das Câmaras Municipais e das delegações de competências que este e outros governos estão a dar às autarquias é no que está a dar. Depois uns poucos vêm com a conversa de que o Eng. Cravinho não tem razão. Quem paga? Sempre o mesmo, o Povo ou melhor o “Povão” aqueles que muitos chamam de “parvos” porque pagam os seus impostos para esta gente esbanjar desta forma. O que é preciso é outra Revolução.
Visitem, http://pinhelviva.blogspot.com/

xistosa - (josé torres) disse...

Amigo Carlos Rebola, o que é bom acabou-se ... não me refiro ao piso que não foi reposto.
Refiro-me a água a 26º e temperaturas bem amenas, 28º/34º.

O piso, como é lógico, não foi reposto, porque se aproxima o Natal e teriam de voltar a retirá-lo.
Assim está feito o trabalho e com bastante antecedência.
Quer melhor exemplaridade?

Um bom fim de semana.

São (2) disse...

E alguém honra as promessas políticas?!
Boa semana.

Antunes Ferreira disse...

LISBOA - PORTUGALOlá!Cheguei a este blogue através de outros que costumo visitar e neles postar comentários. Cheguei, vi e… gostei. Está bem feito, está comunicativo, está agradável, está bonito – e está bem escrito. Esta é uma deformação profissional de um jornalista e dizem que escritor a caminho dos 67…, mas que continua bem-disposto, alegre, piadista, gozão, e – vivo. Só uma anotaçãozinha: Durante 16 anos trabalhei no Diário de Notícias, o mais importante de Portugal, onde cheguei a Chefe da Redacção – sem motivo justificativo… pelo menos que eu desse com isso… E acabo de publicar – vejam lá para o que me deu a «provecta» idade… - o me(a)u primeiro livro de ficção «Morte na Picada», contos da guerra colonial em Angola (1966/68) em que, bem contra vontade, infelizmente participei como oficial miliciano.Muito prazer me darás se quiseres visitar o meu blogue e nele deixar comentários. E enviar-me colaboração. Basta um imeile / imilio (criações minhas e preciosas…) e já está. E se o quiseres divulgar a Amiga(o)s, ainda melhor. Tanto o blogue, como o imeile, tá? Muito obrigadowww.travessadoferreira.blogspot.comferreihenrique@gmail.comEstou a implementar e desenvolver o projecto que tenho para o meu www.travessadoferreira.blogspot.com e que é conferir ao meu/vosso/NOSSO blogue a característica de PONTO DE ENCONTRO entre os Países fraternalmente ligados – Portugal e Brasil. E outros PALOP e etc…Se me enviares o teu IMEILE, poderei enviar-te «coisas» que ache interessantes. Se, porém, não as quiseres, diz-me que eu paro logo. Sou muito bem-mandado (a minha mulher que o diga…) e muito obediente (cf. parênteses anterior).  Abrações e queijinhos, convenientemente repartidos e distribuídos – Desculpa por este comentário ser tão comprido e chato. Como a espada do D. Afonso Henriques…- Já conheces o me(a)u «Morte na Picada» que acima menciono? Há quem diga que é muito bom. E até que é o melhor que se escreveu em Portugal sobre o tema. Dizem… Obviamente que não sou eu a dizê-lo… Só faltava… E também há quem tenha escrito que  é SANGUE & SEXO… Malandrecos… Pelo sim, pelo não, compra-o.Depois de o leres, se, por singular acaso, tiveres gostado dele, terás de comprar muitíssimos mais exemplares. São excelentes prendas de aniversários, casamentos, divórcios, baptizados, e datas como Natais, Carnavais, Anos Novos, Páscoas, Pentecostes, vinte e cincos de Abris, cincos de Outubro, dezes de Junhos. Até para funerais. Oferecer o «Morte» na morte fica bem em qualquer velório que se preze. E, além disso, recomenda-o, publicita-o, propagandeia-o, impinge-o aos Amigos, conhecidos, desconhecidos & outros, SARL. Os euros estão tão raros e... caros... ++++++++++++A editora da obra é a Via Occidentalis (occidentalis@netcabo.pt) cujo site é www.via-occidentalis.blogs.sapo.pt. Neste blogue podem ser consultados mais dados sobre o livro, cujo preço de capa é € 14,70. ATENÇÃO: Pode ser comprado pela Internet.++++++++++++NOTA IMPORTANTE: Este texto de apreciação e informação é similar em todos os casos em que o utilizo. Digo isto, para quem não surjam dúvidas ou suspeitas sobre a repetição em diferentes blogues. E para que ninguém se sinta ludibriado – ou ofendido… Há feitios que… Mas, sublinho, apenas o uso quando o entendo, isto é, quando gosto mesmo dos que visito. Nos outros onde também vou, se não gosto, saio sem comentários. Há muitos mais. Aqui na terrinha diz-se que «se não gostas, põe na beirinha do prato…»

Carlos Rebola disse...

Amigo José Aguiar

Obrigado pelo seu comentário.
É uma ajuda à tomada de decisões de quem as promete tomar e quantas vezes se esquece de fazer.
Um abraço
Carlos Rebola

Carlos Rebola disse...

Caro anónimo
Obrigado pela visita e comentário.
Também estou de acordo que é necessária uma revolução (mudança radical) a começar pela mentalidade dos nossos dirigentes políticos.

Abraço
Carlos Rebola

Carlos Rebola disse...

Amigo José Torres

O que é bom acaba depressa, mas melhor ainda é substituir o bom por melhor e o amigo não é dos que perdem oportunidades boas, fico contente pelas suas boas férias e pelo seu regresso à comunidade internauta.

Pois é, isto do piso é mais uma faceta, das muitas, do "chico espertismo" dos nossos políticos. Até quando o ditado "em terra de cegos, quem tem olho é rei" deixa de ter sentido pelo fim da "cegueira"?

Um abraço
Carlos Rebola

Carlos Rebola disse...

Amiga São

Infelizmente a regra é que os políticos não honram as suas promessas, as excepções parecem dirigidas só a alguns mais "poderosos". Coisa do burgo!...

Beijos
Carlos Rebola

Carlos Rebola disse...

Caro Antunes Ferreira
Obrigado pela visita e selecção do "Ferroada".
Gostei e vou voltar aos seus espaços virtuais de qualidade.
Que o seu livro tenha êxito são os meus votos, sobre a guerra colonial ainda há muitas histórias por contar para salvaguarda da nossa memória colectiva e melhor compreensão da nossa História recente.
Obrigado e um abraço
Carlos Rebola