segunda-feira, 29 de junho de 2009

Piratas de hoje



Tema de Cat Stevens sugerido por Advheleno para este post. A sugestão foi aceite
Pirata

Sou o único homem a bordo do meu barco

Os outros são monstros que não falam,

Tigres e ursos que amarrei aos remos

e o meu desprezo reina sobre o mar.

Gosto de uivar no vento com os mastros

E de me abrir na brisa com as velas,

E há momentos que são quase esquecimento

Numa doçura imensa de regresso.

A minha pátria é onde o vento passa.

A minha amada é onde os roseirais dão flor,

O meu desejo é o rastro que ficou das aves,

E nunca acordo deste sonho e nunca durmo

Sophia de Mello Breyner


Os outros andam a saquear no Corno de África e por cá também, sem que haja a aplicação duma lei para os punir, parece que, nem lá, nem cá, há lei que faça justiça.

Acabaram as caravelas quinhentistas mas surgiram bancos, multinacionais, navios mercantes e outras coisas mais, até saqueiam sonhos aos pobres mortais.


O Provérbio: - "Vão as leis onde querem os reis"

5 comentários:

advheleno disse...

Pro tema e poesia, atrevo-me a dar-lhe música para acompanhar. É do "meu amigo" Catt Stevens. Está aqui para quem gostar.
http://cid-5f4d92a2b3e7faec.skydrive.live.com/self.aspx/Musica/12.%20Ruby%20Love.mp3

Carlos Rebola disse...

Caro heleno
Este tema de Cat Stevens adequa-se lindamente a este poema de Sophia Mello Breyner e á própria autora, assim trouxe-o do seu sítio e inseri-o no post. Obrigado.

Cat Stevens
Rubylove

Who'll be my love
You'll be my love
You'll be my sky above
Who'll be my light
You'll be my light
You'll be my day and night
You'll be mine tonight

Ruby glykeia (Ruby my sweet)
Ela xana (come again)
Ela xana konta mou (come again close to me)
Ela proi (come in the morning)
Me tin avgi (by dawn)
Hrisi san iliahtida (gold as a sunbeam)
Ruby mou mikri (you small Ruby)

Ruby my love
You'll be my love
You'll be my sky above
Ruby my light
You'll be my light
You'll be my day and night
You'll be mine tonight

Cat Stevens
1971

A. M. disse...

Caro amigo:

É realmente chocante ver o nosso tempo, que se presume de tanta coisa bonita, atravessado por tamanhos contrastes. Esse dos piratas da Somália actuarem no golfo, onde fazem sucessivas presas, é formidável. Os desgraçados são, talvez, instigados pela fome ou agem por motivos políticos. Neste caso, terão bem maiores desculpas do que os «piratas» elegantíssimos e perfumados que fazem lautas «abordagens» às fortunas alheias a eles confiadas nos bancos e depois apanham 150 anos (simbólicos) de prisão que, é claro, não vão poder cumprir.
Tudo isto tem que nos pôr decididamente a pensar! De costas viradas para os golos e as transferências...

Carlos Rebola disse...

Caro amigo Arsénio Mota

A sociedade está cada vez mais voltada para o "safe-se quem puder".
Os valores que diferenciam os humanos dos outros animais estão a ser substituídos pelo único bem considerado valoroso e omnipotente o dinheiro e há que consegui-lo a qualquer custo sem olhar a meios. Os instintos mais animalescos estão prevalecer sem qualquer reprimenda.
Vejamos o estudo de Lourenço Xavier de Carvalho "Dez Anos de Valores em Portugal" hoje divulgado. Está a surgir uma sociedade que mais se assemelha a uma selva muito perigosa.
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1389381

Um abraço cordial
Carlos Rebola

Táxi Pluvioso disse...

Corno De África. Hoje em dia há cornos em todo o lado e não me refiro ao "gesto do ministro".