sexta-feira, 12 de setembro de 2008

A actualidade portuguesa vista por "Tomás Pinto Brandão" no anno da graça de 1713




Que venha todo o estrangeiro
e cada um negociando,
o ouro e a prata vão levando
deixando-nos sem dinheiro;
e não há já conselheiro
que seja homem de talento,
que apurado o entendimento
algum remédio lhe aplique,
para que o reino não fique
exausto deste metal.
Este é o bom governo de Portugal.


"Tomás Pinto Brandão (1713)"


Este é o governo de Portugal 2008

Fonte da foto http://pmaa.com.sapo.pt



O Provérbio: - "Se queres conhecer o futuro, olha para o passado"

4 comentários:

xistosa - (josé torres) disse...

Coincidências, coincidente, costumos dizer eu.
Mas que as há, lá isso há!

Estavas tu bela Inês
posta em sossego.
De teus anos colhendo doce fruito ...

Andei atrás deste poeta burlesco, de quem só li que o que está na net.

Viveu, ou vive ainda entre nós?
É que a sua obra tem uma actualidade surpreendente.
Obrigado amigo Carlos Rebola, mas isso não se faz ... ler-me os pensamentos.
Um bom domingo ... mas cuidado com as ferroadas ... depois não se queixe dos dentes.

Táxi Pluvioso disse...

A vida não muda, as pessoas é morrem e são substituidas por outras exactamente iguais.

Maria disse...

de facto vira o disco e toca o mesmo. Há também uma frase que diz que "XXXXX ... só mudam as moscas"

Arsénio Mota disse...

Todos vocês, ó comentadores, têm razão. E então, o que resta fazer? Temos de dar volta completa a isto!
Repetir o passado sem aprender com ele é perder tempo e mais alguma coisinha preciosa...
Abraço geral.